10 categorias para iniciar uma revisão de sortimento
image

10 categorias para iniciar uma revisão de sortimento

image

Com as frequentes mudanças no comportamento do consumidor, é preciso ficar atento aos produtos que estão crescendo na cesta de compras

 

O mix é essencial para seus resultados neste ano. Desde que a pandemia da Covid-19 começou, o consumidor tem mudado constantemente de hábito. Se até o ano passado predominavam as atividades em casa, como cozinhar, neste ano, o varejo terá que enfrentar desejos reprimidos, como viagens e festas, ao mesmo tempo em que haverá pressão inflacionária e queda na renda média da população.

 

Nesse cenário, o sortimento adequado torna-se central para garantir o sucesso dos negócios. Claro que é difícil prever o futuro e saber o que exatamente fará sucesso nas prateleiras, mas itens com alta praticidade e apelo à saudabilidade estão ganhando mais espaço, garante Fátima Merlin, consultora especialista em shopper e fundadora da Connect Shopper. “Importantes empresas de pesquisa, como Kantar e Nielsen, mostram o que o consumidor quer a cada dia, e o varejo tem de ficar ligado nessas informações para gerenciar seu negócio de maneira rápida”, diz ela.

 

REVISÃO DO MIX

Ao reavaliar o sortimento, explica Fatima Merlin, da Connect Shopper, é importante o varejista ficar atento ao que está sendo consumido em cada loja, ao que tem sido vendido nos concorrentes e à tendência geral para o Brasil e para a região onde atua

 

Além de analisar o sortimento em si, é recomendado reavaliar a exposição em gôndola de cada linha e SKU, respeitando sempre as preferências do consumidor da região.

 

“Em Minas Gerais, por exemplo, é mais comum a exposição de produtos por fabricante em vez de organizá-los por categoria. Convém avaliar o resultado e validar”