Um dos papéis do líder é conduzir a organização nas mudanças tecnoló
image

Um dos papéis do líder é conduzir a organização nas mudanças tecnológicas

A pandemia antecipou alguns movimentos e levou empresas a se adaptarem mais rapidamente a uma lógica de trabalho digital. Mas para que as mudanças alcance os objetivos das companhias também é necessário uma mudança de mindest dos seus líderes.

 

Para Guilherme Spironelli, sócio da Exec, empresa especializada em executive search, o principal papel de um líder digital é conduzir a organização na adaptação dessas mudanças e conectar a tecnologia ao mercado. "Além disso, para ser capaz de gerir um time em um cenário remoto, é preciso colocar em prática a resiliência, empatia, equilíbrio emocional e saber liderar pelo exemplo", pontua.

 

De acordo com Bela Fernandes, sócia na Aylmer Desenvolvimento Humano, as empresas buscam perfis com visão facilitadora, mais do que controladora, e, por isso, a capacidade de se adaptar se tornou uma competência fundamental nos últimos tempos para aqueles que desejam seguir na posição de liderança. "A liderança digital tem como premissa um modelo mental adaptativo. São necessárias novas abordagens e práticas de comunicação que fomentem um ambiente de colaboração", pondera.

 

Conheça cinco dicas para se tornar um líder digital:

 

Esteja disponível para aprender

Investir no autoconhecimento, saber ouvir feedbacks e procurar conhecer novas ferramentas de gestão e conexão, além de recursos tecnológicos, são muito importantes. É preciso estar antenado, e isso deve partir de uma curiosidade constante, uma abertura ao novo, leituras e pesquisas de atualização.

 

Treine a comunicação

Uma pesquisa do Massachusetts Institute of Technology (MIT) sobre melhores práticas para equipes remotas concluiu que a comunicação foi considerada o fator mais importante para o sucesso da gestão a distância. “O líder digital precisa ter uma fala coerente, transmitir sua mensagem de forma simples, objetiva e direta. Ele está distante de sua equipe e, por isso, não pode haver falhas nesta comunicação”, analisa Spironelli. E atenção com ferramentas como e-mails, bate-papos, WhatsApp e videoconferências. Elas permitem que o contato com a equipe seja contínuo, mas, por outro lado, tornam as comunicações impessoais.

 

Procure ser adaptável

Além de precisar se familiarizar rapidamente com novas tecnologias, o líder também tem de lidar com novos modelos de trabalho e mudanças estruturais na empresa, exigindo que ele tenha mais flexibilidade. “Hoje as informações chegam rápido, as mudanças acontecem em uma velocidade acelerada e o líder precisa se adaptar rapidamente para conduzir sua equipe às novas realidades”, avalia Spironelli.

 

Seja organizado

Os líderes precisam planejar com antecedência todas as conversas que precisam acontecer, checar e se fazer presente individualmente com cada pessoa do time, assim como nos momentos coletivos de reunião das equipes para trocas e alinhamentos.

 

Desenvolva suas habilidades sociais

O desafio principal está ligado à construção das relações de confiança e também de um ambiente com a segurança psicológica necessária de forma remota. Vale lembrar, que o modelo remoto permite que pessoas de realidades diferentes façam parte do mesmo time, e saber gerir uma equipe tão diversa a distância é uma habilidade importante.